//

Em 2018, Rio Grande do Sul teve recordes de estupros e feminicídios

A violência contra a mulher avançou no Rio Grande do Sul em 2018. Os indicadores de feminicídios, tentativas de feminicídios e estupros atingiram números recordes nos últimos 12 meses, de acordo com os dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado.

No ano que terminou, 117 mulheres foram vítimas de feminicídio no estado, 40,97% a mais que em 2017. O número também ultrapassa o recorde histórico, de 101 casos registrados em 2012. Para a estatística são considerados apenas os assassinatos de mulheres que tiveram o seu inquérito concluído, casos que ainda têm as suas investigações em andamento podem aumentar a estatística. As tentativas também cresceram, foram 355, contra 324 de 2017.
Os estupros também cresceram, 1712 casos. O equivalente a quase cinco mulheres estupradas por dia. No ano anterior, foram 1661. A estatística leva em consideração os casos em que foram realizadas denúncias, mas, de acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, apenas um número aproximado de 35% da vítimas de estupro no país fazem o registro do crime.
Em compensação, os outros dois índices divulgados pela Secretaria de Segurança Pública sobre a violência contra a mulher apresentaram queda. As ameaças caíram de 37.946 em 2017 para 37.623 no ano passado. As lesões corporais também tiveram queda ficaram em 21.815, pu seja, a cada 24 minutos uma mulher foi vítima de agressão no Rio Grande do Sul. Ainda assim, o número foi pior no ano anterior, foram 22.960.

Foto: Camila Domingues/Palácio Piratini
Share on Google Plus

About Portal Cidade do Sol

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário